O Impacto dos Condicionamentos por Alessandra Filippini


Na psicologia, condicionamento é a associação por repetição de um estímulo a uma reação não natural, fazendo com que esse estímulo passe a provocá-la sempre. É o processo através do qual uma resposta é causada por um estímulo, diferentemente do que aconteceria naturalmente.
 
Ou seja, O condicionamento é a repetição de determinada forma de agir ou se comportar frente a determinadas situações ou fatos.
 
Exemplo: Você se propõe a acordar cedo para treinar, mas se condicionou a apertar a soneca. Faz isso várias vezes até não dar mais tempo de fazer treino. Na verdade, você aperta tantas vezes a soneca que acaba se atrasando para o trabalho e tem que sair correndo. E isso acontece sempre no dia daquele bendito treino de natação! Alguém se identificou?
 
Aliás, estar na correria também é um condicionamento, um estilo de vida que muitos adotaram.
 
É muito comum você perguntar para alguém como está e esta pessoa responder: na correria. Caro, isso é um condicionamento, ainda que você ache que é normal.
 
Ao repetir isso, você reforça uma situação. Você se convenceu de que é assim. Se você raciocinar a respeito, não quer estar nesta situação, mas faz isso há tanto tempo que não consegue perceber que mudar depende apenas de você, da vontade, da mudança do molde mental (mindset), de ação, e de um novo condicionamento.
 
Os condicionamentos podem vir de vivências, experiências, aprendizado, da família, do meio em que se vive, do ambiente de trabalho. Acabamos repetindo aquilo que vemos, vivenciamos e aprendemos.
 
Alguns são aprendidos de modo consciente, mas a imensa maioria é assimilada inconscientemente mesmo. Certos condicionamentos, portanto, são positivos e outros nem tanto.
 
Segundo a neurociência, aproximadamente 98% do que fazemos ou falamos é feito de forma automática, sem raciocínio prévio ou consciência do ato.
 
Viver atrasado, reclamar sempre, ver apenas o lado negativo das coisas, procrastinar, se fazer de vítima e culpar tudo e todos por não realizar seus sonhos, ou por estar onde está, ou ter a vida que tem; não conseguir emagrecer, não dar continuidade ao que começa ... pasme, tudo isso é apenas condicionamento e você pode mudar a qualquer momento.
 
O primeiro passo para mudar um condicionamento é identificá-lo, assim como a rotina que te leva àquela ação.
 
O segundo passo é substituir o condicionamento nocivo ou que se deseja eliminar, por outro.
 
Isso pode levar algum tempo, por isso não pode haver pressa, ansiedade, achar que será fácil ou resolvido em um passe de mágica, há que ter paciência, disciplina e perseverança.
 
Como a recompensa e o prazer são fatores que influenciam muito no condicionamento, o ideal é substituir o condicionamento por outro que também gere prazer. E de preferência não o prazer momentâneo, mas sim o duradouro. Aí que está a grande dificuldade da maioria.
 
Por exemplo, trocar o doce por uma fruta. Se você come o doce, o prazer vem na hora, todos sabemos o poder viciante do açúcar. Se tem vontade de comer doce, mas troca por uma fruta, talvez naquele exato momento, no momento do ato de comer, você não sinta o mesmo prazer. Talvez nem sinta prazer algum. Porém, após insistir no novo condicionamento e perceber o corpo se modificando, a energia e disposição aumentando, o prazer momentâneo é substituído pelo prazer constante. Comer a fruta será tão prazeroso quando antes era comer doce.
 
Por isso é importante insistir quando se deseja criar um novo hábito. O fator cumulativo é determinante neste caso. Você repete algo várias vezes, primeiramente de forma consciente e pensada, até que você não precisa mais pensar e faz automaticamente.
 
Alguns condicionamentos são mais fáceis de mudar e outros mais complexos. Uns precisam de menos esforço e outros de mais.
 
Para identificar padrões de condicionamento, comece a fazer perguntas a si mesmo:
Fico até tarde no escritório porque realmente tenho muita coisa para fazer e se não fizer naquele momento algo de muito grave irá acontecer? Ou porque me disperso durante o dia e quando me dou conta tem um monte de coisa para fazer e bate o desespero? Ou porque todo mundo fica até tarde? Ou porque estou fugindo da academia que disse que iria depois do trabalho? Ou porque tenho um relacionamento ruim e não quero ir para casa cedo? Ou porque me condicionei a fazer as coisas em 12 horas de trabalho e não em 8h?
 
Pausa para pensar ...
 
Criar um novo condicionamento requer um novo hábito.
 
Hábito é a forma repetida e consciente que se faz algo, até que se torne um condicionamento. É uma escolha que tomamos deliberadamente até que paramos de pensar e continuamos a fazer.
 
Ou seja, para um novo condicionamento, precisamos fazer novas escolhas e para isso é preciso de um plano: O que você irá fazer no lugar do velho condicionamento?
 
No começo não será fácil, algumas vezes cairá no condicionamento antigo, mas se continuar mantendo a vontade e a disciplina, toda vez que seguir seu plano, se sentirá vencedor. Terá criado um novo condicionamento que esteja alinhado com seus objetivos e te ajude a chegar onde deseja.
 
Quando temos esta consciência e paramos para pensar nas coisas que fazemos de forma repetida, iremos notar que algumas ações nos levam para o lado oposto das nossas metas e sonhos. Parece absurdo, mas é muito comum.
 
Veja como é complexo e quantas coisas estão envolvidas apenas por agirmos de forma automática. Por isso estar lúcido, com clareza mental, atento, é tão importante.
 
Como dever de casa, sugiro escolher um condicionamento que deseje mudar, traçar um plano e um novo hábito e repeti-lo de forma ininterrupta até que se torne um novo condicionamento. Topa?



Siga-nos

DeROSE Method Alphaville
Desenvolva o foco e a clareza mental, aumente sua vitalidade e gerencie seu nível de stress.

Instagram



Sobre

O DeROSE Method é uma proposta de reeducação comportamental, que desenvolve a alta performance e melhora a qualidade de vida.

Nosso método desenvolve sua habilidade de silenciar a sua mente, e melhorar a clareza mental. Por outro lado, aumentará sua vitalidade e nível de energia, desenvolvendo um corpo saudável que contribuirá para uma mente também saudável.